O ano em que morri em Nova York
  • Isabella Pinheiro

O ano em que morri em Nova York


Resenha do Livro: “O ano em que morri em Nova York”, de Milly Lacombe

O livro “O ano em que morri em Nova York”, de Milly Lacombe, com um título impactante, porém, despretensioso, é o tipo de romance que se lê sem esperar grandes acontecimentos, grande envolvimento da leitora com a narrativa.

Porém, à medida em que vamos adentrando o contexto da narradora-protagonista, nos envolvemos com cada fato descrito. Cada trecho da narrativa traz sentimentos vertiginosos, como dor, tristeza profunda, angústia, desconstrução de si próprio, para, logo após ver nascer o amor próprio, a esperança, a reconstrução.

Em cada capítulo, somos levadas inconsciente ou conscientemente, a adentrarmos em nosso próprio eu, ou eus, compartilhando os sentimentos da narradora-personagem.

Tal livro poderia ser apenas mais um de autoajuda, arraigado de clichês e preconceitos por parte da leitora, mas a narrativa vai além ao tratar de um relacionamento de um casal de lésbicas e tendo como personagem principal uma mulher um tanto quanto cética em relação ao autoconhecimento.


75 visualizações

©2018 BY BEBA COMO UMA GAROTA.